Roteiro Orlando: Viajando Sozinho com Dicas Imperdíveis - Parte I

O relato abaixo é uma colaboração do querido Fábio Pereira, que gentilmente nos cedeu sua história e fotos. Se você tem algum relato que gostaria de publicar, entre em contato! ;)



Essa semana me pediram para relatar a minha experiencia recente de viajar sozinho para Orlando.

Como achei a experiencia bem positiva, segue o relato, mas antes preciso esclarecer duas coisas.


1) Para não ficar um textão eu vou escrever e publicar em partes.

2) Nunca tive o sonho de visitar os parques da Disney. Desde criança sempre tive outros desejos (acho que já nasci velho) e fui para essa viagem achando que ia ser muito tedioso e bobo.


Com os esclarecimentos apresentados, segue o jogo!




O PLANEJAMENTO

Meu objetivo inicial era ir para o Reino Unido. Tinha uma boa quantidade de milhas que dava para "comprar" as passagens tranquilamente. Infelizmente (ou não) o Smiles não tinha nenhuma passagem viável para a Inglaterra (leia-se viável = sem 300 escalas e conexões).

Minha segunda opção era New York, cidade em que eu já fui mas não deu pra conhecer direito pois foi uma viagem corrida. Pra lá só consegui viagem pela Copa com parada no Panamá então desisti também. Aí me ocorreu que em Orlando tem o Hollywood Studios com as atrações de Star Wars e só isso me motivou a ir.


Dado o esclarecimento número 2, eu tinha os seguintes objetivos:


a) Conhecer a área Star Wars b) Conhecer os restaurantes temáticos c) Ir a Nasa d) Tentar assistir um "evento" americano e) Curtir os parques e sua magia


Notem que os parques eram a minha última prioridade, apesar de estar indo para Orlando, porque realmente achei que por estar sozinho, ia ser muito "boring".

Por sorte do acaso, consegui emitir passagens na Delta em classe executiva. Essa foi a primeira vantagem de ir sozinho, pois como não precisei me preocupar com uma segunda passagem, fui com "certo" conforto. Como a Delta para em Atlanta adicionei aos objetivos conhecer o World of Coca Cola e o Aquário que fica do lado.

Toda decisão aconteceu em 1, duas semanas no máximo, onde desde que eu decidi ir a Orlando, eu comecei a olhar os blogs destinados ao assunto. Descobri então as experiências e benefícios dos hotéis da Disney (que eu nem sabia que existiam), os restaurantes e dessert parties e como era um jogo da NBA. Conheci o EasySim4U que era fundamental, já que eu pretendia usar apenas Uber.

Os blogs ajudam muito e quem está acostumado a viajar, consegue fazer o planejamento sozinho sem mistério. Não é ciência de foguete, mas tem umas pegadinhas que você pode evitar em uma primeira viagem.

Bom, como eu já disse, eu achei que viajar sozinho e para um lugar que o foco são os parques, fosse ser chato, então eu planejei ficar só uma semana. Como o Smiles também não deixou, acabei ficando 10 dias (cheguei em uma terça e sai na quinta da outra semana).

Eu também não queria dirigir em Orlando, para poder "beber" tranquilo durante as refeições. Por isso, decidi por ficar em um resort Disney, muito pelo transporte para parques e aeroporto. Um detalhe importante, não reserve os resort Disney pelo Decolar ou