Diabetes e Viagens

Diabetes e Viagens

Ao viajar, sendo diabético, é necessário que se tome alguns cuidados específicos. Segue abaixo uma lista com dicas do que se deve fazer e como se programar para viajar tendo diabetes.





1) Fazer um teste de Glicemia (ponta de dedo) antes de sair de casa para saber como está seu nível de glicose no sangue.


2) Leve sempre seu glicosimetro com tiras reagentes, lancetas, lancetador, sachês de álcool e pilhas extras. Estime o que for usar de medicamento e insumos, em toda a viagem, e leve no mínimo em quantidade suficiente para dois dias a mais do que o tempo total previsto, em sua bagagem de mão.


3) Se estiver de carro, pare a cada três ou quatro horas para fazer o teste de glicemia ou quando suspeitar de hipoglicemia. Aproveite para esticar as pernas e caminhar um pouco.


4) Mantenha um suprimento de lanches, caso haja um atraso inesperado nas refeições. Se estiver de carro ou ônibus, por exemplo, problemas no veículo ou engarrafamentos podem acontecer. Leve, então, suco de caixinha, bolachas, barra de cereal e ou sachês de glicose no porta luvas ou na mochila.


5) Se você estiver dirigindo e identificar sintomas de hipoglicemia, saia da estrada e espere até que os níveis de açúcar no sangue voltem ao normal e os sintomas parem.


Quando a viagem for de avião, e ainda mais para o exterior, existem cuidados mais específicos:



6) Converse com o seu médico para que possa adequar o tempo de viagem, o fuso horário e as peculiaridades da região para onde vai com as suas doses e necessidades de insulina. Leve com você um relatório de seu médico (em português e inglês) explicando que você tem diabetes e que estará com medicamentos e insumos (como insulina, lancetas, seringas, canetas de aplicação de insulina) em seu poder para controle do diabetes. Peça ao seu médico para destacar o CID (Código internacional de Doenças) em sua declaração e mantenha-a com seus documentos como o Passaporte ou identidade.


7) Tenha receita para os seus medicamentos e insumos (também em português e inglês). Insulina, seringas, fita reagente, em sua bagagem de mão.


8) Tenha cópias duplicadas da receita e do relatório médico. O relatório médico e a receita são tão importantes quanto seu Passaporte, RG, CPF. Mantenha uma lista de medicações que você esteja carregando juntamente com esses documentos para agilizar a passagem pelas alfândegas.


9) Se durante o voo necessitar medir sua glicemia explique rapidamente a quem estiver ao seu lado o que fará.


10) Tente evitar ficar sentado por longos períodos. Se possível, tome um assento no corredor para esticar as pernas, e quando possível andar pelo corredor.


http://www.adiabc.org.br/website/index.php?option=com_content&view=article&id=188:dicas-para-portador-de-diabetes-ao-viajar&catid=39:artigos-e-noticias&Itemid=92


Insulina e líquidos (incluindo sucos especiais ou gel) para passageiros diabéticos só poderão ser transportados se acompanhados de prescrição médica e desde que não excedam 148 ml (ou 5 oz).

http://www.aeroportoguarulhos.net/bagagem


Sobre o transporte de insulinas, no caso de deslocamentos cotidianos ou viagens curtas (< 6 horas) , tanto a insulina reserva, quanto a insulina em uso, podem ser mantidas em temperatura ambiente, desde que não sofram oscilações de temperatura. Já em viagens longas (> 6 horas), caso haja oscilações bruscas de temperatura (<15º e >30º C), as insulinas precisam ser mantidas em bolsa térmica com gelo, e o gelo precisa ser trocado, para garantir a temperatura adequada.

https://www.bd.com/brasil/diabetes/page.aspx?cat=19151&id=19420


Medicamentos

Para garantir sua segurança e saúde, sempre leve a sua medicação na bagagem de mão e não na sua bagagem despachada. Aeronaves não possuem refrigeradores a bordo, por isso organize uma forma de manter seus medicamentos refrigerados, se necessário.

Se fizer uso de agulhas ou seringas para administrar uma medicação, será preciso levar consigo registros médicos apropriados que comprovem o seu estado de saúde e a necessidade do procedimento médico ao setor de segurança e às autoridades estrangeiras. Informe à equipe de cabine, caso tenha feito uso de agulhas durante o voo, para que possam providenciar um recipiente de descarte. Não é permitido pendurar dispositivos intravenosos. Eles podem interferir com o sistema de máscaras de oxigênio de emergência.

http://pt.delta.com/content/www/en_US/traveling-with-us/special-travel-needs/disabilities.html

Está planejando viajar? Clique aqui e pesquise sua passagem aérea online


📩 contato@inesqueciveisviagens.net

📱 Whatsapp: 21 96725-1563

☎️ Tel: 2456-2267

📷 Instagram: inesqueciveis_viagens

Facebook 🔷 : Inesquecíveis Viagens

Twitter 🐦 : @InesqueciveisV

Esse texto está protegido por direitos autorais, não é permitida a sua cópia ou reprodução sem consentimento prévio por escrito.

.............................................................................................................................................................

Você pode se interessar por

Manual do Viajante de Primeira Viagem

Os Dez Mais: Aplicativos de Celular para Viagem

Documentação para Viajar

Seguro Viagem: Contrate o Seu

Precisa comprar moeda estrangeira?

Chip de Celular para Viagens Internacionais

Voltar para o blog

Voltar para o site




#Dicas #MarinheirosDePrimeiraViagem

Posts Relacionados

Ver tudo
Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now